Flauta Doce Contralto

flauta doce contralto

A flauta doce contralto, também conhecida como flauta doce alto, é um membro da família da flauta doce com uma longa história. Ela é relacionada à flauta doce soprano, mas possui diferenças importantes no tamanho, tessitura e técnica.

Características

Como a flauta soprano, a flauta contralto é classificada como uma flauta de bisel (canal)interna. Ela produz som através de uma embocadura em forma de bico. A flauta contralto utiliza o mesmo sistema de dedilhado da flauta soprano, com sete orifícios para os dedos e um para o polegar.

No entanto, a flauta contralto é significativamente maior do que a soprano. Sua extensão vai aproximadamente do D4 ao A6, uma oitava abaixo da soprano. O corpo maior dá à flauta contralto um som mais profundo e rico. Sua tessitura é a voz contralto, entre a soprano e a tenor.

Devido ao tamanho maior, as técnicas para tocar a flauta contralto diferem em alguns aspectos. Os orifícios estão mais afastados, então alongamentos maiores dos dedos são necessários. A embocadura requer mais controle do sopro e da língua. As diferenças tonais entre as notas adjacentes são menores, exigindo maior precisão.

História

As flautas contralto surgiram depois das sopranos, provavelmente no século XV. No início eram usadas principalmente para tocar linhas de baixo em consorts de flautas doces. Mais tarde, à medida que a técnica se desenvolveu, passaram a ter repertório solo próprio. Compositores barrocos como Bach e Telemann escreveram peças especificamente para flauta contralto.

Durante o Classicismo e o Romantismo, a flauta contralto caiu em desuso, assim como a soprano. No ressurgimento do instrumento no século XX, a contralto ganhou nova proeminência. Compositores contemporâneos ampliaram o repertório com novas obras solo, música de câmara e até concertos.

Hoje, a flauta contralto é utilizada por flautistas profissionais e amadores. Ela continua sendo uma voz melódica importante em consorts de flautas doces. Flautistas solo frequentemente tocam flautas contralto e soprano. A contralto também é um instrumento popular para iniciantes devido ao seu tamanho facilitar a embocadura.

Apesar de intimamente relacionada, a flauta doce contralto possui suas próprias características únicas de som e técnica. Sua voz expressiva contribuiu significativamente para a música renascentista e barroca e continua atraindo flautistas. Tanto quanto sua prima soprano, a contralto garante à flauta doce um papel duradouro no cenário musical.

Música Brasileira

A flauta doce contralto requer mais transposições para se encaixar na música brasileira, frequentemente composta em tonalidades como dó maior e sol maior.

No entanto, intérpretes brasileiros vêm utilizando técnicas de transposição para adaptar a contralto ao repertório nacional. Ao transpor músicas para tonalidades mais graves, o timbre profundo e melancólico da contralto confere um colorido único, contrastando com o brilho da soprano.

Seu som mais nostálgico se encaixa bem em baladas e canções líricas. Portanto, apesar da necessidade de transposição, a contralto também encontra seu espaço na música brasileira, proporcionando uma nova paleta de cores sonoras para enriquecer gêneros como MPB, choros e frevos.

Showing 1-4 of 4 results